sexta-feira, 3 de maio de 2019

Presa quadrilha especializada em atacar instituições bancárias no Piauí e Maranhão

Foram apresentados na tarde desta quinta-feira (2), na sede da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, cinco suspeitos de integrarem uma quadrilha especializada em explodir e assaltar agências bancárias em cidades do Piauí e Maranhão. Foram apresentados Jenielson Furtado de Oliveira, José de Ribamar Campos Neto, Gonçalo Nascito da Silva, Torquato Cidreira Silva e Romário Cavalcante Viana de Assis, todos maranhenses e três foragidos do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.
Foto: Nilson Figueiredo
Os detalhes sobre as prisões foram explanados pelo Secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela; o Delegado Geral de Polícia Civil, Leonardo Diniz; o Comandante Geral da Polícia Militar, Coronel Ismael Fonseca; o Delegado Regional de Chapadinha, Jacqueson Ferreira e demais autoridades policiais.
A Polícia Civil do Maranhão recebeu informações precisas no início do último mês de abril relatando que criminosos pretendiam cometer vários assaltos em cidades limites entre o Maranhão e Piauí, resultando em um alerta máximo das forças de segurança maranhense. A Polícia Militar de Chapadinha montou várias barreiras em pontos estratégicos, sendo que no Povoado Palestina da cidade de Brejo, foi possível interceptar e prender a quadrilha.
De acordo com a polícia, os criminosos participaram de vários ataques a agências bancárias na cidade piauiense de Campo Maior na madrugada da última terça-feira (30). O secretário Jefferson Portela não descartou a possibilidade de o bando ter cometido crimes na mesma natureza em território maranhense, pois segundo as investigações policiais, Torquato Cidreira Silva, teria participado do assalto a uma instituição financeira da cidade de São Mateus do Maranhão em janeiro de 2017.
Com o bando de criminosos, foram apreendidas 1(uma) pistola 9mm, 1(uma) pistola .40, 1(um) carregador de fuzil AK47, munições e drogas. O grupo foi autuado em flagrante na delegacia de Chapadinha por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. As autoridades policiais do Maranhão estão trabalhando em conjunto com a polícia piauiense no intuito de identificar as ramificações da quadrilha, bem como prender os demais membros.
POR: ANSELMO OLIVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas