quinta-feira, 23 de maio de 2019

JÚRI POPULAR EM SANTA LUZIA DO PARUÁ/MA



Após 8 horas de depoimentos e debates entre acusação e defesa,  na última quarta-feira (22/05) na Câmara Municipal de Santa Luzia do Paruá, o Réu Antônio Pereira -MOITINHA acusado de tentar matar Francisco das Chagas - BRANCO em setembro de 2012, no bairro Borél, nesta cidade teve sua acusação desclassificada para lesão corporal e foi condenado à apenas 18 meses de detenção, a ser cumprido em regime aberto (em liberdade).

O réu foi defendido pelo jovem advogado Dr Tiago Panda que convenceu os 7 jurados que MOITINHA se quisesse poderia ter matado BRANCO, mas não o fez, desistindo voluntariamente de matar. A acusação foi feita pelo  Dr Hagamenon Azevedo, Promotor da Comarca, que informou, após a sentença, que deve recorrer da escolha dos jurados.

Apesar de ser advogado nomeado para o caso - quando o advogado particular faz papel de defensor público, Dr Tiago com seu jeito simples e irreverente  dedicou-se totalmente na defesa do réu e conseguiu que a justiça fosse feita.

A família e o Réu Antônio Pereira choraram de felicidade e gratidão com o ocorrido.

Nessa quinta-feira 23/05 ainda haverá um outro julgamento, também na Câmara Municipal de Santa Luzia do Paruá, do réu conhecido como Toin da Salete acusado de tentativa de homicídio anos atrás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas