domingo, 29 de abril de 2018

Chuva forte deixa ruas alagadas e água invade casas em Santa Helena, no MA



A chuva que caiu na noite deste sábado (28) e se estendeu por todo este domingo (29) causou estragos e transtornos em Santa Helena na baixada maranhense. Nas últimas 24 horas, a cidade recebeu um volume muito grande de águas pluviais.

Vários bairros e casas amanheceram alagados por causa da chuva forte. Na Beira Rio no centro da cidade a contensão cedeu após o grande volume de água. 
Beiro Rio no centro da cidade

Segundo a prefeitura, os bairros mais afetados em Santa Helena são os  bairros de Morada Nova e Ponta D'area .

O Prefeito Zezildo visitou áreas atingidas e procurou autoridades para ajudar.
Ele determinou o mapeando as áreas alagadas na zona rural e está buscando alojamentos para ribeirinhos em situação de risco.

Também estão sendo providenciados espaços em escolas, ginásios esportivos e igrejas para abrigar, se necessário, famílias atingidas pela cheia do Rio.

Assista o vídeo:







Fonte: blog do Neto Weba 

Cinco assaltantes invadem residência, mas são flagrados e assassinados durante fuga

Cinco assaltantes invadem residência, mas são flagrados e assassinados durante fuga

Cinco assaltantes invadem residência, mas são flagrados e assassinados durante fuga (Foto: Via WhatsApp)Na noite da última quarta-feira (25), na localidade do Furo do Miri, zona rural de Moju, nordeste do Pará, cinco homens foram mortos a tiros. Eles foram executados por serem suspeitos de cometer um assalto à uma residência na região ribeirinha.
De acordo com a Polícia Civil, uma força-tarefa formada por equipes policiais e peritos criminais do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves de Abaetetuba foi montada ontem para se deslocar até a região. A comunidade fica distante mais de duas horas de barco da sede do município de Moju. 
O caso
Segundo a Polícia Civil, os cinco homens, que não tiveram a idade revelada, invadiram uma casa na comunidade ribeirinha durante a madrugada. No local, eles fizeram três pessoas de uma família reféns.
Durante o crime, os suspeitos, que estavam com armas caseiras, renderam os moradores da casa. Um dos criminosos teria agredido o dono da residência com uma arma de fogo, enquanto os demais procuravam pertences de valor para levarem.
Ainda conforme as primeiras informações coletadas pelos policiais, pessoas da família gritaram por socorro e chamaram a atenção de moradores da comunidade. Assustados, os criminosos desistiram do assalto e tentaram fugir da casa. No momento em que os suspeitos saíam, dezenas pessoas começaram a perseguí-los. Eles se embrenharam em uma mata, onde foram alvejados a tiros por pessoas ainda desconhecidas.
Os corpos foram encontrados em uma área de mata na região a uma distância de 15 minutos da casa assaltada. Duas armas de fogo artesanais, que teriam sido usadas pelos suspeitos no assalto à residência, foram encontradas e apreendidas pelos policiais.
Os corpos já foram removidos para Abaetetuba e até o momento não foram identificados. As vítimas do assalto na residência ainda não foram ouvidas oficialmente por estarem ainda abaladas. O inquérito policial ficará a cargo do delegado Gustavo Rocha, da Delegacia de Moju.

sábado, 28 de abril de 2018

Edilázio defende professores na Assembleia Legislativa

Edilázio defende professores na Assembleia Legislativa
O deputado estadual Edilázio Júnior (PSD) solidarizou-se com os professores da rede pública estadual que ocuparam a galeria da Assembleia Legislativa durante a sessão desta terça-feira (24), assegurando voto em defesa do total cumprimento do Estatuto do Magistério no Maranhão.
De acordo com Edilázio, o Governo do Estado tenta a votação de uma Medida Provisória (MP) que altera o Estatuto do Magistério e dispõe sobre o reajuste salarial dos professores. “A matéria altera o texto do Estatuto sancionado em 2013, e prevê, para este ano, reajuste de 8% sobre os vencimentos e a Gratificação por Atividade no Magistério (GAM) para quem ganha abaixo do piso. E somente sobre a GAM, para as demais classes. A categoria, no entanto, sustenta que os professores que ganham abaixo do piso são minoria, e exige reajuste dos vencimentos para toda a classe”.
Para o deputado, “a valorização do professor da rede estadual expressa em propaganda institucional é uma farsa. Só quem mora em outro estado, e que assiste à propaganda do governo pela TV, acredita [no discurso de valorização]. Nós maranhenses, principalmente parlamentares, que estamos aqui, diariamente, ouvindo o clamor dos professores, sabemos que é uma grande mentira”, disse.
Edilázio também assegurou defesa da categoria quando for votada a MP dos professores. “Registro que nós, da oposição, votaremos com vocês e a favor do cumprimento do Estatuto do Educador”, afirmou.
O parlamentar, também, questionou a propaganda sobre o programa “Escola Digna”. “Há um outro fake news que são essas ‘escolas dignas’ e aqui estão os professores, que educam e sabem dessa realidade mais que qualquer um de nós. Em um povoado do município de Riachão, o vice-governador foi inaugurar uma escola, ao lado do líder do governo na Assembleia, Rogério Cafeteira, e no momento da solenidade, caía uma chuva. Quem estava dentro da escola se molhou mais do quem estava do lado de fora. Essa é a escola digna”, disse.
Edilázio comprometeu-se com os professores e afirmou que atuará em defesa da categoria.

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Pai que matou o filho a facadas é preso em Colinas


José Alberto Pereira da Silva, o “Capila”, de 30 anos, matou a golpes de faca o próprio filho para se vingar da ex-companheira; crime chocou a região
O assassino José Alberto Pereira da Silva, o Capila, de 30 anos, foi preso na manhã desta sexta-feira (27), na cidade de Colinas. Ele matou a golpes de faca o próprio filho, de apenas cinco anos, enquanto dormia.

O crime ocorreu na madrugada de domingo (22)e teria sido por vingança, pois ele não aceitava o fim do relacionamento com a ex-mulher.

De acordo com informações policiais, a prisão preventiva de José Alberto já havia sido determinada desde segunda-feira (23).

Segundo o delegado Rildo Portela, de Colinas, o assassino vai responder pelo crime de filicídio (homicídio contra o filho).
O delegado disse que o casal estava separado há alguns meses, mas José Alberto não aceitava o fim do relacionamento matrimonial. No dia do crime, ele presenciou a ex-companheira dançando em um bar, no centro da cidade, e se deslocou até a residência da ex-sogra onde encontrou a criança dormindo em uma rede e lhe aplicou os golpes de faca.

A vítima levou cinco facadas pelo corpo e, em seguida, o acusado levou o corpo da criança ensanguentada enrolada na rede e o abandonou em via pública e fugiu, embrenhando-se pelo matagal, depois que percebeu que poderia ser linchado por algumas pessoas que passaram a segui-lo.


Prefeita Ivone Pinho participa de articulação da FAMEM com deputados da PEC sobre limites do TCE


PRESIDENTE MÉDICI/MA – A prefeita de Presidente Médici, Ivone Pinho, participou nesta quarta-feira (25) de uma articulação liderada pelo presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), Cleomar Tema, que esteve reunido com os deputados Fábio Macedo (PDT), vice-presidente da Assembleia Legislativa; Antonio Pereira (DEM), Júnior Verde (PRB), Paulo Neto (DEM) e Ana do Gás (PC do B).

A prefeita Ivone Pinho, junto com outros gestores municipais foram cobrar dos parlamentares celeridade na votação, em segundo turno, da PEC – Proposta de Emenda Constitucional — que limita a competência do Tribunal de Contas do Estado.

Pela conversação entre os prefeitos e os parlamentares, exista a probabilidade de que a matéria possa ser colocada em pauta para que seja votada no próximo dia 03 de maio, conforme destacaram Fábio Macedo, Júnior Verde e Antonio Pereira.

A PEC, que ficou conhecida como PEC da FAMEM, uma vez que foi uma solicitação dos gestores maranhenses, é de autoria do deputado estadual Júnior Verde e que, na prática, torna sem efeito Instrução Normativa, aprovada pela Corte de Contas em janeiro, que impõem as prefeituras restrições no que diz respeito ao custeio de festividades realizadas pelo poder executivo municipal.

A Instrução Normativa do TCE considera ilegítimas para os fins do artigo 70 da Constituição Federal qualquer despesa custeada com recursos públicos municipais – inclusive aqueles decorrentes de contrapartida em convênio – com eventos festivos quando o município estiver em atraso com o pagamento da folha salarial (incluindo terceirizados, temporários e comissionados); ou em estado de emergência ou de calamidade pública.

Por conta da decisão do TCE, festas carnavalescas em alguns municípios foram canceladas, uma vez que os servidores públicos municipais estavam com os salários atrasados.

A PEC foi aprovada em primeiro turno no último dia 3, contra apenas o voto do deputado Wellington do Curso (PP). A aprovação seu deu por 25 votos, três abstenções e um voto contrário. De acordo com o presidente da FAMEM, a falta de aprovação em definitivo da referida PEC tem provocado dissabores, uma vez que a liberação dos recursos por parte da Secretaria de Cultura do Estado para cobrir despesas com o Carnaval está inviabilizada.

“Estamos enfrentando essa drama e viemos aqui em busca do apoio dos parlamentares, para que apressem a votação em segundo turno da PEC”, destacou o presidente da FAMEM”.

PREFEITA IVONE PINHO, COM OS OUTROS PREFEITOS NA ESCUTA DOS DEPUTADOS.

Além da prefeita Ivone Pinho de Presidente Médici. Participaram da reunião com os deputados, o presidente da FAMEM, Cleomar Tema, os prefeitos Juran Carvalho (Presidente Dutra);George Luis (Primeira Cruz); Dulkce Maciel (Satubinha); Daluz (Governador Eugênio de Barros); Vianey Bringel (Santa Inês); Antonio Borba (Timbiras); Conceição (São Vicente de Férrer); Valmira Miranda (Colinas); Romildo do Hospital (Tutoia); Rodrigo Oliveira (Olho D’Água das Cunhãs); Fernando Coelho (Bom Jesus Das Selvas); Roberto Maués (Paulino Neves); Alberto Rocha (Santa Quitéria); Dário Sampaio (Senador La Rocque); Didima Coelho (Vitória do Mearim); Antonio Filho (Junco do Maranhão); Toinho Patioba (Gonçalves Dias) e Josimar da Serraria (Governador Nunes Freire), além do diretor administrativo da FAMEM, Gildásio Ângelo, do diretoer executivo da entidade e secretário adjunto de Estado da Articulação Política, Geraldo Nascimento, e o coordenador jurídico Ilan Kelson.

Fonte: blog do Neto Weba 

quarta-feira, 25 de abril de 2018

MPF pode pedir cassação e inelegibilidade de Flávio Dino por uso da PM para espionar adversários

Flávio Dino pode ser punido com a pena de cassação e inelegibilidade por espionagem a adversários políticos
O procedimento instaurado pelo Ministério Público Federal (MPRF), por meio da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) para apurar o aparente uso político da Polícia Militar para espionar adversários políticos do governador Flávio Dino (PCdoB) pode resultar na cassação do comunista. Em release enviado à imprensa, o MPF deixa clara a possibilidade de solicitar a perda do mandato do chefe do Executivo e sua impedimento de participar de eleições futuras: “Ainda de acordo com a legislação eleitoral, podem sofrer a sanção de cassação do registro ou diploma tanto os responsáveis pela conduta ilícita, como também os candidatos meramente beneficiários, sendo apenas a sanção de inelegibilidade de caráter pessoal ao responsável”.
O Ministério Público Federal (MPF) instaurou procedimento para investigar os indícios de espionagem a opositores do governo em municípios do interior na última sexta-feira, mesmo dia em que eclodiu o escândalo. A ordem foi dada por meio de um memorando enviado a comandantes de unidades da PM no interior.
De acordo com o procurador regional Eleitoral, Pedro Henrique Castelo Branco, “o memorando não esclarece ou motiva de forma idônea as razões da necessidade do ‘levantamento eleitoral’ solicitado e não observa direitos fundamentais presentes na Constituição da República Federativa do Brasil, que garantem a liberdade de manifestação e de expressão, bem como o livre exercício da convicção política”, afirmou.
Abuso de autoridade
Segundo a Lei Complementar nº 64/1990, o uso desviado ou indevido de poder conferido a agente público, no exercício de função ou cargo de Administração Pública, em favor de candidato ou partido político, configura abuso de autoridade.
Tanto Flávio Dino, quanto seu secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, negaram que o comando tenha partido deles. E anunciaram a exoneração dos dois oficiais que assinam o documento.
Repercussão no Fantástico
O Fantástico, da Rede Globo, repercutiu mais um escândalo protagonizado pelo governo Flávio Dino (PCdoB). Dessa vez, o programa líder de audiência da televisão brasileira nas noite de domingo mostrou para todo o Brasil a denúncia referente a uma circular baixada pela Polícia Militar com ordem para que os comandantes das unidades da corporação no interior do estado fizessem o levantamento das lideranças políticas de oposição, em cada cidade, capazes de causar embaraços à gestão comunista na próxima eleição.
Assista à matéria abaixo:

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Fantástico mostra a tentativa de monitoramento aos adversários políticos de Flávio Dino

O programa da Rede Globo de maior audiência no Brasil o Fantástico, exibiu hoje, domingo (22), a tentativa de monitorar os adversários políticos do governador Flávio Dino durante a eleição pela Polícia Militar. O governo nega e o coronel a quem foi atribuída a missão, preferiu ficar calado. Confira a reportagem abaixo:.
Fonte: Blog do Luis Cardoso 

domingo, 22 de abril de 2018

SANTA LUZIA DO PARUÁ É MAIS 54 CIDADES DO MARANHÃO ESTÁ EM ESTADO DE ALERTA SEGUNDO O INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS NAS PRÓXIMAS 72 HORAS HAVERÁ RISCOS DE FENÔMENO METEOROLÓGICO.



Facebook
O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) emitiu neste domingo, 22, alerta de risco moderado para ocorrência de fenômeno meteorológico adverso dentro das próximas 72 horas em parte do Maranhão.
Há possibilidades de tempestades de raios, chuvas intensas e acumulados de chuvas (inundações) na capital e em diversos municípios do estado. A emissão do alerta serve para que a população se proteja e tome medidas necessárias de acordo com as recomendações da Defesa Civil.
Veja a lista de possíveis locais afetados no Maranhão, segundo o CPTEC:
Água Doce do Maranhão
Alcântara
Amapá do Maranhão
Apicum-Açu
Araioses
Axixá
Bacabeira
Bacuri
Bacurituba
Barreirinhas
Bequimão
Boa Vista do Maranhão
Cândido Mendes
Carutapera
Cedral
Central do Maranhão
Centro do Guilherme
Centro Novo do Maranhão
Cururupu
Godofredo Viana
Governador Nunes Freire
Guimarães
Humberto de Campos
Icatu
Junco do Maranhão
Luís Domingues
Maracaçumé
Maranhãozinho
Mirinzal
Morros
Olinda Nova do Maranhão
Paço do Lumiar
Palmeirândia
Paulino Neves
Peri Mirim
Pinheiro
Porto Rico do Maranhão
Presidente Médici
Presidente Sarney
Primeira Cruz
Raposa
Santa Helena
Santa Luzia do Paruá
Santana do Maranhão
Santo Amaro do Maranhão
São Bento
São João Batista
São José de Ribamar
São Vicente Ferrer
São Luís
Serrano do Maranhão
Turiaçu
Turilândia
Tutóia

Pai mata o próprio filho de 5 anos com várias facadas no interior do Maranhão

Pai mata o próprio filho de 5 anos com várias facadas no interior do Maranhão


Um homem identificado como José Alberto Pereira da Silva, de 30 anos, matou o próprio filho com várias facadas, na cidade de Colinas, no interior do Maranhão.

O crime aconteceu por volta das 3hs da madrugada desse domingo(22),no Bairro Liberdade em Colinas-MA. A criança com apenas 05 anos de idade recebeu varias facadas do próprio pai.

De acordo com informações da polícia, José Alberto estava separado de sua ex-mulher e não aceitava o fim do relacionamento, foi até a casa da ex-esposa para matar a mesma, mas ao chegar no local não encontrou sua ex-mulher, então ele decidiu matar seu próprio filho que estava dormindo.

Segundo informações José Alberto estava sob efeito de bebida alcoólica e drogas, aplicou 05 facadas na criança que morreu no local.

A polícia está à procura do assassino, qualquer informação do paradeiro do mesmo informe a Polícia.

BOMBA BOMBA!!! PM mandou catalogar até juízes e promotores eleitorais…


22/04/2018 - 9h14 em Novidades

Circular nº 098/2018  emitida em 6 de abril pelo Comando do Policiamento do Interior ordena os batalhões do interior a promover “levantamento de dados eleitorais” com nomes de autoridades e quantidade de eleitores de cada município



A ordem principal da espionagem saiu do comando geral da PM foi replicado depois por outros comandantes no interior
Foi o Memorando Circular nº 098/2018 Seç-admin/CPI, emitido em 6 de abril pelo Comando de Policiamento do Interior, da Polícia Militar, que deu origem à espionagem de adversários políticos que pudessem “causar embaraços eleitorais” ao governador Flávio Dino (PCdoB).
É neste documento, assinado por delegação pelo tenente-coronel Emerson Farias Costa, chefe do Estado Maior do CPI, que vem, primeiro, a orientação aos chefes de batalhões sobre os adversários de Flávio Dino.
Está no quesito dois, do item “informações complementares”:
– Os comandantes de área deverão informar as lideranças que fazem oposição ao governo local (ex-prefeito, ex-deputado, ex-vereador) ou ao Governo do Estado, que podem causar embaraços no pleito eleitoral – determinou o documento.
O coronel Antonio Markus Lima, portanto – ou quem da assinatura eletrônica dele se utilizou – apenas repetiu a ordem ao seus comandados em Barra do Corda, o que acabou vazando à imprensa, em 18 de abril.

Tabela-modelo do Comando de Policiamento do Interior, que foi usado pelos comandantes de área nos municípios: monitoramento de autoridades
Juízes e promotores
Mas o documento, assinado por delegação pelo tenente-coronel Emerson Farias Costa, exigia, também, a catalogação das autoridades eleitorais – juízes e promotores – em cada município.
A Circular tinha até um modelo de tabela a ser preenchida pelos comandos de polícia no interior. (veja documento neste post)
O “levantamento eleitoral” consistia em saber nome e telefone do prefeito, do juiz eleitoral, do promotor, quantidade de eleitores, locais de votação fora da sede, além de nome de delegados e demais oficiais militares da região.
Além do monitoramento dos adversários de Flávio Dino, os comandantes de batalhão precisavam registrar, também, todos os fatos da eleição anterior que possam “ter causado transtornos”.
A Circular 098/2018 leva também o nome do coronel Zózimo Paulino da Silva Neto, que é o comandante do Policiamento do Interior.
Mas foi assinada apenas pelo tenente-coronel Emerson…

Aprovado prisão para quem divulgar fotos e vídeos de cadáveres na internet


Imagem ilustrativa
A Comissão de Constituição e Justiça aprovou o projeto (PL 2175/15) que pune, com prisão, quem reproduz imagens explicitas de cadáver na internet e em outras mídias. O texto tipifica, no Código Penal (Decreto-Lei 2.848/1940), o crime de vilipêndio de cadáver compartilhado nos meios de comunicação. A PL foi aprovada na última terça-feira (17).
A proposta estabelece pena de detenção de um a três anos e multa para quem reproduz, em qualquer meio de comunicação, imagens ou cenas aviltantes de cadáver ou parte dele. A pena é aumentada em um terço se o responsável pela divulgação tiver acesso às imagens por meio de sua profissão.
O relator na CCJ, deputado Fausto Pinato, do PP de São Paulo, esclareceu que o objetivo central da proposta é evitar a prática crescente de divulgação de fotos e vídeos de cadáveres na internet. Ele lembrou que o projeto foi apresentado por causa da morte do cantor Cristiano Araújo, em junho de 2015, quando imagens do corpo do artista foram divulgadas.
"O Brasil inteiro ficou chocado com a forma de exposição do corpo do Cristiano, com o desrespeito e com a impunidade que cercou esse caso. E todo esse episódio exigiu de nós a criação de leis mais duras para quem comete esse tipo de crime. O principal objetivo, sem dúvida, é a proteção da dignidade humana e da família do vitimado."
No ano passado, uma determinação judicial obrigou o Google a retirar as imagens do corpo de Cristiano Araújo da rede.
Outros projetos 
A CCJ também aprovou projeto (PL 3141/12) que eleva a punição imposta a quem praticar zoofilia, que é o ato sexual de seres humanos com animais. Nessa hipótese, a pena será aumentada de 1/6 a 1/3 da punição de três meses a um ano já prevista na Lei de Crimes Ambientais (9.605/98) para quem abusar, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados. Atualmente esse aumento de pena é aplicado apenas no caso de o animal morrer em decorrência dos maus-tratos.
O autor da proposta, deputado Ricardo Izar, do PP paulista, defendeu a pena aumentada.
"O Brasil, no que diz respeito a animais, nós somos campeões em três coisas: em tráfico de animais silvestres, em atropelamento de fauna e em produção de filmes pornográficos com cenas de animais. Então eu acho que são títulos que a gente não precisa levar. Eu acho que a gente criminalizando a zoofilia a gente já vai estar deixando de ter um desses três títulos."
O projeto que aumenta a pena para zoofilia e a proposta que pune a divulgação de imagens aviltantes de cadáver na internet seguem para análise do Plenário.
Fonte: ODIA

Prefeita Ivone Pinho participa de evento promovido pela CNM




Vários Prefeitos da Baixada e Litoral Maranhense se reuniram na última quinta feira (19) na cidade de Pinheiro – Ma para participar de um evento promovido pela Confederação Nacional de Municípios – CNM.

O encontro da CNM aconteceu no auditório do SEBRAE de Pinheiro, reunindo Prefeitos, Secretários e Assessores, pra debater a pauta prioritária para 2018 e os principais pontos que serão abordados na XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios.

A Prefeita Ivone Pinho pode acompanhar e analisar de perto os principais problemas enfrentados por muitos gestores decorrentes de complicações federais, que vem prejudicando vários municípios de todo o País.



O Representante da Confederação Nacional de Municípios de Brasília Alex Carneiro também reforçou o convite aos Prefeitos para participarem da XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios que acontecerá dia 21 a 24 de maio do corrente ano na cidade de Brasília.

A marcha tem como objetivo produzir documentos que serão entregues para os presidenciáveis das eleições 2018. Neste edição da marcha os participantes terão a oportunidade de ouvir as propostas diretamente dos candidatos a Presidência da Republica.

A Prefeita Ilvane esteve acompanhada de seu Assessor de Comunicação Guttenbergg Pereira, Sec. da Mulher Andreia Marinho, Contador Municipal Laérdio Pinheiro e do Contador Ronald Pinho.

Edilázio se solidariza com o traído Waldir Maranhão


    O deputado estadual Edilázio Júnior (PSD) se solidarizou na sessão de hoje ao deputado federal Waldir Maranhão – que rompeu politicamente com o governador Flávio Dino (PCdoB).
    O rompimento se deu por causa da quebra de acordo por parte de Dino, que vetou a pré-candidatura de Waldir ao Senado da República.
    “Ainda que tardiamente, mas quero daqui da tribuna me solidarizar ao deputado federal Waldir Maranhão, que assim como no caso de José Reinaldo Tavares, foi vítima da falta de palavra do governador. Todos aqui já sabemos: o que o governador fala nós não podemos escrever”, disse.
    Edilázio lembrou que durante o processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff – ocasião em que Waldir Maranhão presidia a Câmara Federal e era responsável pela condução do ato -, Flávio Dino aproximou-se do deputado federal para beneficiar-se politicamente.
    “Além de usar dinheiro público para viajar de jatinho para Brasília, como fez agora indo a Curitiba, foi Flávio Dino que levou em mãos todo o processo para que Waldir Maranhão suspendesse o processo de impeachment. Depois disso, Waldir acabou virando chacota nacional. O Maranhão tornou-se conhecido mais ainda por conta dessa patacoada que ele fez no Congresso a pedido de Flávio Dino”, completou.
    Edilázio também alertou os aliados de Dino, quanto à possibilidade de frustração, diante o projeto político do chefe do Executivo.
    “Eu venho externar aqui só para falar para os colegas que a palavra do governador não vale muita coisa. Aqueles que mudaram de partido por promessa do governador, aqueles que estão esperando benesses que fiquem de orelha em pé, pois o que ele fala não se escreve”, finalizou.

    sábado, 21 de abril de 2018

    De como Flávio Dino já usou a polícia para atender seus interesses políticos…

    O escândalo da Circular que orienta a PMMA a espionar adversários do comunista é só mais um na lista de aparelhamento que o governador opera há anos nas forças de segurança em períodos eleitorais


    TRUCULÊNCIA ELEITORAL. Em Coroatá, policiais armados até os dentes impediam ações eleitorais da prefeita Teresa Murad, em benefício do candidato de Flávio Dino

    Explodiu nacionalmente a bomba que revelou uma tentativa do governo Flávio Dino (PCdoB) de usar a Polícia Militar para espionar adversários do comunista que pudessem causar “embaraços eleitorais” no pleito de outubro. (Saiba mais aqui e aqui)
    Mas a prática de usar policiais para intimidar adversários e até influenciar no processo eleitoral vem sendo usada por Flávio Dino e seus aliados desde as eleições de 2012.
    Quem não se lembra da milícia criada na campanha do prefeito Edivaldo Júnior (PDT) em sua primeira eleição,com intuito de impedir a reeleição de João Castelo (PSDB) naquele pleito?
    MILÍCIA 36. As eleições de 2012, ainda sem Dino no poder, foram o primeiro teste de uso de policiais como instrumento político-eleitoral
    Nas eleições de 2016 a polícia política de Flávio Dino agiu de forma ainda mais efetiva, influenciando diretamente em pelo menos dois municípios.
    Em Coroatá, delegados e policiais militares passaram a seguir, às vésperas da eleição, a prefeita Teresa Murad (MDB), que concorria à reeleição, impedindo até realização de comícios. Por outro lado, davam proteção armada ao adversário da prefeita, Luiz da Amovelar (PT), que fez o que quis e se elegeu. (Relembre o caso aqui)
    INTERFERÊNCIA. Em Mirinzal, a polícia agiu diretamente para eleger o candidato de Flávio Dino, Jadilson, na foto com o comunistas e seus aliados
    Em Mirinzal, a polícia de Flávio Dino foi ao extremo: no dia da eleição, inventou um assassinato para a conta do prefeito Amaury Almeida (MDB), que concorria à reeleição. Emissoras de rádio e blogs pagos pelo Palácio dos Leões passaram o dia a divulgar o suposto assassinato.(Releia aqui)
    Só após o pleito, a polícia desmentiu o caso, dizendo não ter havido assassinato algum; mas a mentira da polícia política de Flávio Dino já havia causado seu estrago, impedindo a reeleição de Amaury.
    A nova ação da PM – a de 2018, revelada na Circular do coronel Antonio Markus da Silva Lima  – que agora nega ter assinado o documento –  é ainda mais grave, porque já começaria a espionar os adversários de Flávio Dino ainda no período de pré-campanha.
    Felizmente um corajoso expôs o pus nas entranhas da PM e revelou a ameaça comunista aos direitos fundamentais.
    E só resta a Flávio Dino, agora – como sempre faz – dizer que é mentira da imprensa livre e independente…

    Mais visitadas