quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Maranhense suspeito de assassinar a facadas mãe e bebê de quatro meses é morto a pauladas no RJ




LUÍS FERNANDO GUIMARÃES SILVA E UMA DAS VÍTIMAS SÃO NATURAIS DE BURITI BRAVO, LOCALIZADO A 499 KM DE SÃO LUÍS. DE ACORDO COM A POLÍCIA, O SUSPEITO COMETEU O CRIME POR NÃO ENCONTRAR A EX-ESPOSA NO LOCAL. LUÍS FERNANDO GUIMARÃES BARBOSA, DE 21 ANOS, SUSPEITO DE ASSASSINAR A FACADAS MARILEIDE DA SILVA NASCIMENTO, DE 24 ANOS, E O BEBÊ DELA BRYAN LUCAS, DE 4 MESES, NA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA (7) NO RIO DE JANEIRO, FOI MORTO A PAULADAS NESTA SEGUNDA-FEIRA (10). A MULHER E O SUSPEITO ERAM NATURAIS DO MUNICÍPIO MARANHENSE DE BURITI BRAVO, LOCALIZADO A 499 KM DE SÃO LUÍS. DE ACORDO COM A POLÍCIA CIVIL DO RIO DE JANEIRO, A SUSPEITA É QUE O MARANHENSE TERIA SIDO EXECUTADO PELA MILÍCIA QUE ATUA NA REGIÃO. LUÍS FERNANDO AINDA FOI LINCHADO ATÉ MORRER E EM SEGUIDA, O CORPO FOI JOGADO NO CANAL DO ANIL, NO BAIRRO GARDÊNIA AZUL EM JACAREPAGUÁ. APÓS O CRIME, OS SUSPEITOS FUGIRAM E AINDA NÃO FORAM IDENTIFICADOS. O CRIME TERIA SIDO MOTIVADO POR UMA CRISE DE CIÚMES DA EX-ESPOSA DE LUÍS, IDENTIFICADA COMO LUCILENE PEREIRA DA SILVA, DE 22 ANOS. O SUSPEITO FOI ATÉ A CASA ONDE ELA VIVIA COM MARILEIDE E O BEBÊ BRYAN LUCAS, PARA ASSASSINÁ-LA. SEGUNDO A POLÍCIA, POR NÃO TER ENCONTRADO A EX NO LOCAL, ELE DESFERIU OS GOLPES DE FACA NAS OUTRAS DUAS VÍTIMAS. LUCILENE ERA PRIMA DE MARILEIDE E AS DUAS MORAVAM JUNTAS DESDE O TÉRMINO DO CASAMENTO DELA COM LUÍS FERNANDO, HÁ TRÊS MESES. A UNIÃO QUE DUROU OITO MESES TERMINOU POR CONTA DE AGRESSÕES E DESDE ENTÃO, ELA VINHA SENDO AMEAÇADA PELO EX-MARIDO.

Os corpos de Marileide da Silva e o bebê Bryan Lucas serão enviados de avião nesta terça-feira (11) para Buriti Bravo. Não há informações sobre o horário de chegada dos corpos.
Entenda o caso

Marileide da Silva de Nascimento, de 24 anos e o seu filho Bryan Lucas, de quatro meses, foram mortos a facadas no fim da madrugada de sexta-feira (7) no bairro Gardênia Azul, em em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio.

De acordo com a PM, policiais do 18ºBPM (Jacarepaguá) foram acionados às 5h30 para verificar uma informação de agressão doméstica, onde a vítima pedia por socorro. Ao chegar ao local, as vítimas tinham marcas de várias facadas pelos corpos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas